10 438

O que dói mais, Munike? Dói mais descobrir as mentiras dele que encobrir as suas? Ou dói mais ter acreditado que ele poderia ter-te arrancado daquele sentimento de estrangeira do próprio peito? Dói perceber que o caminho de volta é tão longo quanto o de ida. Dormiremos na estrada. Você, eu e o pó.

Se eu fosse você, me levantaria e jogaria o restinho de razão que você finge ter, para o ar. Razão como se fossem confetes. Para o alto. Eu me levantaria, atravessaria o corredor, me colocaria entre ele e a TV e diria. Diria, não. Eu gritaria que estou infeliz. Ele merece saber que está perdendo você para a loucura. Você ficou louca de tanta solidão acompanhada.

Quebre algo. Sua retórica, sua boa educação, sua inteligência não são mais fortes que o abismo que já separa vocês. Para alcançá-lo, para ser ouvida, quebre algo, Munike! Quebre aquele porta-retratos digital que ele te deu de aniversário. E porta-retratos é lá presente? Lance também contra a parede aquele vaso terrível que a mãe dele trouxe da Itália. Megera.

Quebre mesmo. Quebre o coração dele. Os cacos do seu merecem companhia. Obrigue-o a quebrar o próprio calar, a desposar-se da inércia, mesmo que seja para te chamar de histérica, de doente. Ele não estará errado. A sua vida adoeceu, virou uma bagunça. Uma bagunça escura e muda como um quartinho de quinquilharia.

Enquanto isso, o silêncio se deita com ele. Dorme do lado que é seu da cama. O silêncio se multiplica, se conforma, até te cobrir, até te apagar, até você se desconhecer. O que dói mais, Munike, eu sei. Dói muito mais perceber que você se acostumou a aceitar, a chorar mais baixo, a virar paro lado, assentar-se na vida dele, como se também fosse silêncio. Como se fosse pó.

Diego Engenho Novo


A gente se encontra nas redes sociais : )

https://www.facebook.com/DiegoEngenhoNovo/

twitter: @engenhonovo

snapchat: diegoengenho

instagram: @engenhonovo

youtube.com/diegoengenhonovo

https://plus.google.com/+DiegoEngenhoNovo

 

 

 

SIMILAR ARTICLES

0 418

0 858