Leveza

Leveza

0 327

(você pode ler ouvindo isto http://goo.gl/gR2pzM)

Queria saber de onde vem a leveza que buscamos tanto? Por uma vida inteira, de olhos nas estrelas e depois arqueados, a buscamos. E por vezes a tocamos, como os amantes distantes não permitidos, e por poucos segundos, estamos ao lado dela. E em uma manhã desprovida de encanto, comum na rotina, ela nos abraça por trás e aí enxergamos.

Se abre nosso espírito sonhador, abre-se também nosso peito que ama sem questionar. Se abre nossa verdade que é aliada do bem, abre-se junto aos dois uma flor que só a ternura plantou. Abrem-se as crianças em risos que também fazem rir. Abrem-se os braços dos amantes deixando ir pra chamar de volta, sua outra metade. Está tudo ali, sem que tantas vezes as possamos enxergar.

Também está lá a lembrança escondida no cheiro que vem de longe, o acalento minúsculo do olhar do passante, a história murmurada pelo entalho da porta, o gosto sublimado pela fruta posta. Está tudo lá, embalado em leveza, mas a gente não vê. E eu queria saber onde nasce essa fonte, onde mora essa deusa, onde dorme essa estrelinha pequenininha chamada leveza.

Que se abre como os raios, iluminando também por dentro e por fora. Que abriga os bons e os maus, porque entende que os maus são apenas crianças famintas de colo. E se abre também para os que têm medo de perder-se em caminhos, abre-se outra vez sinalizando a esperança. Que se abre como uma asa, uma janela e um ninho, mas generosa se guarda pequena, miúda, um restinho embrulhado para se doar também na fundura do amanhã.

De onde vem a leveza que buscamos tanto? Por uma vida inteira, de olhos nas estrelas e depois arqueados, a buscamos, sem saber que ela também se pergunta, de onde brotamos nós.

Diego Engenho Novo


Curta a minha página no facebook:

https://www.facebook.com/DiegoEngenhoNovo/

E tem mais

twitter: @engenhonovo

snapchat: diegoengenho

instagram: @engenhonovo

youtube.com/diegoengenhonovo

https://plus.google.com/+DiegoEngenhoNovo

SIMILAR ARTICLES

0 418

0 858