Heróis Imaginários

Heróis Imaginários

0 413

Meu amigo imaginário se chamava Raio. Mais do que um amigo pra falar sozinho, ele era meu herói imaginário. Tinha um mau humor terrível, mas era tudo o que eu não conseguia ser naquela época: forte, corajoso e destemido. Sempre que eu me metia em encrenca, Raio meio que tomava o meu lugar. Nada de espiritismo e mesas brancas. No fundo eu sabia que ele não estava ali de verdade, mas me tranquilizava saber que era ele, e não eu, quem ia resolver a pendenga.

Quando o garoto mais forte da escola quis me bater, Raio tomou a frente e negociou uma carta de paz em troca de algumas redações bem feitas. Quando eu estava morrendo de medo de chegar na menininha que gostava, Raio foi lá e, na maior cara de pau, disse que gostava dela e pronto. E ele tinha mesmo um charme diferente. É engraçado pensar que eu precisava inventar uma coragem que não tinha. Ela era toda minha, mas tinha de ser invocada para resolver os problemas e dar um salto na vida toda vez que a coisa apertava.

Depois de um tempo, claro, Raio me deixou. Eu já havia aprendido bastante o observando e não pegava bem pra um rapaz crescidinho ter amigo imaginário, quanto mais um que lhe salvava. Hoje, mais de vinte anos depois, pensei em como seria bom se ele voltasse pra me visitar. Se às vezes ele tomasse à frente dos meus medos, das minhas inseguranças, das minhas dores que insistem em não cicatrizar. Eu só queria poder invocar essa força extra que é tão minha, que está ali, por trás do meu peito, pulsando, virando o barco, doida pra sair. A verdade é que nossos heróis e nossos maiores vilões estão sempre ao alcance do nosso pensar. Basta chamar que a coragem da gente vem. Vem Raio!

Diego Engenho Novo


Curta a minha página no Facebook

https://www.facebook.com/DiegoEngenhoNovo/

E tem mais!

twitter: @engenhonovo

snapchat: diegoengenho

instagram: @engenhonovo

youtube.com/diegoengenhonovo

https://plus.google.com/+DiegoEngenhoNovo

SIMILAR ARTICLES

0 418

0 858