Depois do Fim

Depois do Fim

0 224

“Um dia, a gente olha para a pessoa que amava e percebe que não tem por ela mais admiração. Morreu o amor”, quem disse isso foi meu amigo e psicólogo Juliano Correa. E ele está certinho da Silva. O amor também morre por fatalidade, morre por preguiça, por falta de tesão ou pelo excesso dele. Morre sem que a gente nem perceba e, às vezes, leva pedacinhos de nós com ele”

Leia esse texto completo clicando aqui.

SIMILAR ARTICLES

0 306

0 280