Como Água

Como Água

1 258

“Cheguei completamente sem forças ao topo da montanha. Minha garganta estava ferida de tão seca. Quando todos estavam a sua volta, mais mortos do que vivos, nosso mestre exigiu que lhe déssemos o que nos restava de água. Juntou todos os restinhos em uma cuia e bebeu de uma vez, na nossa frente – Entendam, o homem que se agarra às migalhas, não consegue enxergar a grandiosidade. Aqueles que se apegam aos sentimentos do passado, não podem sentir o gosto fresco da vida renascendo – disse abrindo os arbustos e mostrando um poço de águas cristalinas”

Leia esse texto completo clicando aqui.

SIMILAR ARTICLES

0 306

0 280