China

China

0 333

Você se levantou para ir ali e eu fiquei emborcado. Acontece que o seu pensamento descansando sobre o meu peito tinha me reequilibrado. Então, você levantou-se para ir ali e eu fiquei torto. É saudade, é vontade, canhotice.

O formato das suas ideias entre meu queixo e meu ombro, me deixou um buraco. Acontece que você foi ali, levantou-se de mim e eu fiquei inquieto. Você volta, faz que será ligeiro com o braço, me olha antes de virar a esquina da porta. Não tem jeito. Meu lado do corpo direito ficou órfão, eu perdi o prumo, perdi meu sorriso malandro de canto.

Você levantou-se e foi ali na cozinha tomar copo de água, roubar chocolate de si próprio, assuntar um barulho curto, você só foi ali, mas eu não me conformo. O buraco, o vácuo, o lago seco e opaco, o torto, o lodo, o desequilíbrio constante que essa sua fuga do meu abraço na madrugada causou, isso não é coisa de quem vai à cozinha.

Eu estou aqui reclamando sua falta. Parece mesmo que você levantou e foi acariciando o assoalho de madeira com a meia dos pés, esses pés que também são meus. Seus pés que já são mais meus do que seus. Sou dono, imperador da sola deles. Eu estou aqui, congelando, reclamento, resmungante como se tivesse 175 anos e todas as dores no lugar das costas. Você se levantou para ir ali na cozinha. Parece mesmo é que foi à China.

Diego Engenho Novo


A gente se encontra nas redes sociais : )

 https://www.facebook.com/DiegoEngenhoNovo/

twitter: @engenhonovo

snapchat: diegoengenho

instagram: @engenhonovo

kiwi: @engenhonovo

youtube.com/diegoengenhonovo

SIMILAR ARTICLES

0 55

0 209