Cartas dos Leitores: Aberta

Cartas dos Leitores: Aberta

0 561

Diego, estou separada há quase um ano. Perdi mais um relacionamento para a traição. Começo a pensar se sou eu que sou ultrapassada, que vivo num tempo que já foi, já passou. Penso muito se conseguiria viver em um relacionamento mais aberto. Acho que a mentira me machuca mais do que ver meu parceiro com outra. Isso pode dar certo? Olha eu aqui, nem tenho uma relação ainda e já estou querendo abri-la. Acho que quem está se abrindo sou eu. Guardo todos os seus textos como preciosidades. Isabela (Catalão-GO).


Oi Isabela,

Não seria irônico usar uma relação aberta para cobrir um buraco? É isso que muita gente faz. Abre o sexo, tem um filho, dá presentes mais caros, enche a casa de gente, faz qualquer coisa para fugir do que realmente deveria funcionar: a cumplicidade. Não estou dizendo que não há cumplicidade nos ménages e em todas as opções anteriores. Conheço casais incríveis, apaixonados e cúmplices que viram seu amor um pelo outro crescer tanto que sentiram a necessidade de distribuí-lo por aí. Viu a diferença? É amor sobrando e não faltando.

Por outro lado devemos sempre respeitar algo que é cultural em nós: nós fomos criados para vivenciar o amor romântico. Lembra? Aquele dos contos de fadas? Toda a nossa estrutura social e até espiritual é moldada pra ele, para o dia em que encontraremos alguém muito especial que vai seguir com a gente. Que tipo de amor você quer neste exato momento da vida? Os dois dificilmente podem ser vividos plenamente juntos, porque a lógica de um está na contramão do outro. Não há nada de errado no amor romântico, assim como não há nada de errado no amor múltiplo, cabe a você ser, antes de tudo, aberta consigo mesma.

Acredito que faça bem experimentar um pouquinho de cada. Nenhum amor pode ser um erro já que todo amor é luz. Aquela luz que o Jorge Mautner e o Nelson Jacobina escreveram na canção, sabe? “Belezas são coisas acesas por dentro”. O amor nos acende por dentro. Precisamos estar sempre acesos para encontrar nosso caminho. Espero que você encontre o seu. Sozinha, com alguém, com toda a torcida do Flamengo. Basta lembrar-se sempre de permanecer iluminada por dentro, ainda que você mesma tenha que fazer isto por si.

Beijo grande, obrigado pelo carinho, Diego.

(Nomes, locais e fatos podem ter sido alterados ou subtraídos para preservar a privacidade das pessoas envolvidas). Envie a sua carta para cartas@palavracronica.com.br)

SIMILAR ARTICLES

0 1227

0 1288