Authors Posts by admin

admin

60 POSTS 0 COMMENTS

0 274

“Parou de esperar que todos os sentimentos se resolvessem, se coisificassem, estéreis. Há sentimentos que não aceitam sentenças, não desejam serem repartidos entre os gostos amargos ou doces da língua. Há sentimentos que passeiam para não serem pertencidos. Que não se terminam, que são absorvidos, ainda que não nos absolvam de nossa culpa”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 301

“Quando a gente embrulha os sentimentos com alma, não faz mais tanta questão de ter razão. Esse é o segredo: a razão pela qual tanto briguei, a razão que sempre fiz questão de ter, só apareceu mesmo quando ouvi aquela voz pela primeira vez, a voz do Miguel. Eu prefiro tê-lo a ser rei do meu orgulho. Eu prefiro ter-nos. Que a vida seja vivida para se ter razão, razão de ser, nessa jornada tão confusa de sentidos”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 260

“O pescador não exige que o mar o reconheça, Noah, embora só encontre seu próprio sentido diante de suas ondas. Não pela sensação de ser pequeno, nem pela necessidade do que é alimento, tampouco o desafio de resistir: o pescador olha para o mar porque entende que faz parte daquilo e aquele, se preenche de sentido com parte de si”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 285

“E se der errado? Deu ué. Mas antes, deu certo durante o tempo que foi bom. E se eu me ferir? E se eu me perder? E se. É a dúvida que faz a gente arriscar. É ela que rega abundantemente os nossos corações de espontaneidade, de verdade, de memórias em cores vivas, de vida. Bonito é viver sem dívidas consigo mesmo”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 398

“Se a gente enxergar a grandiosidade da vida, a preciosidade que é estar envolto pelas pessoas que amamos, a imensidão de possibilidades de descoberta, em quão vastos são os caminhos em todas as direções e em como a felicidade é simples de ser vivida, se a gente pensar seriamente nisso, passa a achar mesmo muito engraçado qualquer pequeno desvio de percurso. Eu rio, porque sei das artimanhas da vida. Eu rio porque sei que não me perdi, só me atrapalhei um pouquinho”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 276

“Para beber, não entregue sua sede ao rio, mas receba-o. Para adormecer, não ofereça seu sono à noite, mas receba-a. O que é essencial não pode ser colhido. Como um lago que reflete a lua e naquele instante se sente parte dela. Para amar, há de se receber o amor. Você está pronta? Para se deixar amar? Todo o mistério mora nisso, na claridade do que é simples, mas nem sempre fácil”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 249

“Sabiam que nem toda distância precisa ser saudade. Que nem toda ausência precisa ser solidão. Que todo o amor que tinham ainda estava ali, litorâneo por todos os lados, margeando suas distâncias, devolvendo-os para o centro de si. Pensava nele como um país distante onde gostaria de ter nascido, para o qual sentia que, embora jamais fosse voltar, sempre estaria ligado. Em outro tempo, em outra vida, vai ver que um foi casa do outro”

Leia esse texto completo clicando aqui.

1 288

“Aí está você agora, perdida. Te esqueceram ou te abandonaram? Mudaram a rota do mundo sem avisar que era pra se segurar? Cá estamos nós, atordoados, assustados, com as mudanças, com o desconhecido. É justo nos momentos em que parecemos mais perdidos é que estamos descobrindo o verdadeiro caminho e nossa força inata para trilhá-lo”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 327

“Você é forte, todo o resto é só a mão do costume sobre o seu ombro. Você é forte, tudo além é só medo do que ainda é desconhecido. Você é forte, ainda que ache que não precise ser. Você é mais forte e maior do que consegue medir em sua sombra. Não é preciso ir tão longe para entender isso. A verdade não pode ser comprada, ela pede para ser colhida”

Leia esse texto completo clicando aqui.

0 248

“Obrigado, pelo ar que entra forte em meus pulmões, por poder ser testemunha da existência dos meus amigos, pela falta de memória do meu coração que sempre ama pela primeira vez outra e outra vez, pela compreensão de que tudo passa, inclusive as coisas pequenininhas que a gente quase nunca nota. Obrigado, por manter meus sonhos acesos e a minha dúvida curiosa. A gente raramente pode escolher o que sentir, mas sempre poderá escolher a que sentimentos dar de comer”

Leia esse texto completo clicando aqui.