Abelhas

Abelhas

0 520

A casa de poucos cômodos abrigava um restaurante improvisado no meio da Guajira colombiana. Enquanto aguardava meu pollo, reclamei com uma das três moças que há horas estava sendo perseguido por uma gangue de pequenas abelhas negras – Incluso el ladrón, no viene sino es invitado – disparou a menor, sem dó, nem piedade.

O prato veio fumegando da cozinha e deitou-se sobre a mesa pequena, solenemente – O que ela quis dizer com isso?- perguntei inquieto – Preste atenção a estas pequenas flores grudadas à sua perna: elas estão atraindo as abelhas. Você reclama delas, mas as está chamando – completou a mais velha. Engoli em silêncio, a comida e a cena.

Meu amigo Guttenberg também levou tempo para compreender seu dom especial para atrair mulheres malucas, verdadeiras abelhas africanas. Até cair na real, ele passou por delegacias, perdeu emprego e ganhou hematomas. Marcele, coitada, foi batizada maldosamente na roda de amigos como “Dona Clotilde”, porque nunca arrumou um namorado sequer que gostasse de trabalhar. Foram anos de terapia até descobrir que havia ali uma boa dose de autossabotagem e dois dedinhos de baixa autoestima. Freud explica, herança do pai.

Infelizmente, não há mais ninguém a quem possamos culpar. Não existe no mundo tamanho azar que nos arraste todas as vezes para o mesmo erro, sob diferentes CPFs. Sim, é você que sempre atrai o bem, o mal e as abelhas pra sua vida.

Antes de deixar o restaurante, ouvi a moça do meio despedir-se – As flores também podem atrair passarinhos – fomos embora. Eu e minhas abelhas.

Diego Engenho Novo


A gente se encontra nas redes sociais : )

https://www.facebook.com/DiegoEngenhoNovo/

twitter: @engenhonovo

snapchat: diegoengenho

instagram: @engenhonovo

youtube.com/diegoengenhonovo

https://plus.google.com/+DiegoEngenhoNovo

 

 

SIMILAR ARTICLES

0 418

0 858